Keanu Reeves

Keanu Reeves

 

Como hoje é o aniversário do ator Keanu Reeves coloquei no site o perfil deste ator. Keanu Charles Reeves que nasceu em Beirute,nascido no Líbano, no dia 02 de setembro de 1964 é um ator canadense.

Vida

Keanu Charles Reeves nasceu em Beirute, no Líbano. O nome de batismo, foi dado em homenagem a um tio bisavô, e tem significado poético, Keanu, significa “cool breeze over the mountains” (“Brisa fresca sobre as montanhas”) ou, numa tradução mais fiél ao dialeto havaiano, “The Coolness” (“Frescor” ou “Serenidade”). Tem múltiplas ascendências, inclusive, é descendente de Portugueses, Chineses, Irlandeses e havaianos (por parte de pai e mãe). Avô paterno havaiano Samuel N. Reeves e avó paterna Sarah com ascendência chinesa, seu pai é o geólogo norte-americano Samuel Nowlin Reeves Jr., que se casou com uma corista e também estilista inglesa, tem uma irmã, Kim, também nascida do primeiro casamento, mas na Austrália.

Keanu-Reeves-04

A mãe, Patricia Taylor, trabalhava como dançarina num clube noturno local quando conheceu o pai. Casamento terminado, mudou-se com Keanu e sua irmã Kim para Nova Iorque, em 1969. Casou-se uma segunda vez, com Paul Aaron, diretor na Broadway e foram então para Toronto, no Canadá, onde adquiriram a cidadania. O casamento durou apenas um ano. O ator cresceu nessa cidade. Patricia teria mais dois casamentos, com um promotor de rock, Robert Miller, pai de Karina, meia-irmã, e depois com um dono de um salão de cabeleireiros, Jack Bond. Keanu também tem outra meia-irmã, Emma,filha de outro relacionamento de seu pai Samuel Reeves.

Patric tornou-se estilista e fez disso sua profissão, fazendo figurinos para artistas como Dolly Parton, Emmylou Harris e David Bowie. Nessa época Patric trabalhava muito para manter os filhos e por diversas vezes os deixava com amigos e babás. Um desses amigos foi o roqueiro Alice Cooper que, durante um tempo, morou na casa de Patric. Contou que Keanu, em criança não se assustava com os tipos estranhos que andavam por sua casa, que adorava ver os ensaios da banda e ficava batendo as maõzinhas no baixo para ouvir o som. Cooper também revelou que muitas vezes se juntava a Keanu para assustar a empregada, em quem jogavam vômito falso.

Hockey e teatro eram seus interesses reais. Keanu jogava como goleiro e era tão bom que seu apelido era “a parede”, por que nada passava por ele. Ele foi eleito o jogador mais importante do time e em certo ponto até quis seguir carreira na liga oficial. Não conseguia se adaptar à escola. Ele não era um aluno ruim, mas nunca se destacava em nenhuma matéria, e também tinha dificuldades em se relacionar com colegas e professores.

Experiências diferentes lhe foram dadas pelos vários pais que entraram na família Reeves. Samuel Nowlin Reeves, pai biológico, perdeu contato com Keanu ainda quando ele era criança e depois, em 1992, pagou 2 anos de uma sentença de 10 na prisão por vender heroína num aeroporto do Hawai.

Carreira

Frequentou a Escola de Artes de Toronto mas foi expulso antes de terminar o curso. Aos 19 entrou no “Leah Posluns”, uma escola de teatro da comunidade. Através dessa escola conseguiu seu primeiro papel no teatro: Wolfboy, em 1984, estréia profissional no palco. A peça era extremamente forte e audaciosa para a época, com as fotos de Keanu e outro ator em poses mais do que provocantes, viraram sensação em Toronto. Dois anos depois o diretor Rob Lowe chegou ao Canadá para filmar Youngblood, drama sobre hockey.

Keanu-Reeves-01

Chegou em Hollywood, Los Angeles, Califórnia em 1986, com apenas USD 3,000 no bolso, e foi para a casa de seu ex-padrasto Paul Aaron. Nesse mesmo ano, após conseguir o papel de um jovem defeituoso em Juventude Assassina (River’s Edge – 1986), Reeves chamou a atenção de diretores e críticos de performance. Em 1988, teve um acidente sério com a moto, quebrando várias costelas. Com a carreira deslanchando e ganhando um bom dinheiro, Keanu passou a cultivar sua paixão por motocicletas.

Como sempre aparentou menos idade e apesar dos 25 anos, continuava com cara de adolescente, embora já estivesse cansado de interpretá-los. Ele queria partir para filmes que tivessem personagens de sua própria idade. Reeves tornou-se o queridinho dos filmes adolescentes alternativos dos anos 80, tendo se destacado do “brat pack”, grupo de atores “certinhos” que faziam sucesso na época. Um dos mais famosos personagens é o Theodore Logan, o Ted, dos dois filmes da série Bill e Ted. Por um bom tempo foi confundido com o jeito desencanado do garoto. A seguir veio Parenthood, com um grande elenco. Foi durante esse período que conheceu River Phoenix, que viria a se tornar o seu melhor amigo. Trabalhou com grandes diretores: Bertolucci, O Pequeno Buda (Little Buddha – 1993); Coppola, Drácula de Bram Stocker (Dracula / Bram Stoker’s Dracula – 1992) e Van Sant, Garotos de Programa (My Own Private Idaho – 1991).

É conhecido por agir sempre fora dos padrões e, seguindo seu coração, se comprometeu a fazer um projeto de sonho: Hamlet, de Shakespeare. Em uma produção pequena, na cidade de Winnipeg, no Canadá, uma peça dirigida por Lewis Baumander e vários atores desconhecidos. Os ingressos para a peça se esgotaram em questão de dias, com fãs vindo de todos os lugares do mundo (um enorme grupo vindo do Japão surpreendeu a imprensa com sua devoção a Keanu), tornando a peça uma atração turística na cidade. Críticos de todo o país e da Inglaterra também foram a Winnipeg ver Keanu e não dá nem para imaginar a pressão que ele sofreu na época. Corre a história de que até seus agentes se recusaram a ir vê-lo, temendo uma humilhação pública do cliente teimoso, que deveria estar em Hollywood fazendo filmes e não no interior do Canadá em um teatro insignificante.

Keanu estreou nervoso, recebeu muitas críticas, mas não desistiu. Foi melhorando até chegar ao ponto que queria. Um dos mais respeitados críticos de teatro da Inglaterra, Roger Lewis, disse que Keanu foi um dos três melhores Hamlets que ele já vira. Disse que Keanu “era Hamlet”: “Keanu personificou a inocência, a fúria esplêndida, a graça animal e a violência emocional que compõem o Príncipe da Dinamarca. Ele é um dos três melhores Hamlets que já vi, por uma simples razão: ele é Hamlet” .  Em 1995, constou na lista da revista “People”, como uma das 50 pessoas mais bonitas do mundo; ficou em 1997, em #27 posição, na revista Empire, na lista das 100 maiores estrelas cinematográficas de todos os tempos.

Velocidade Máxima

Keanu demonstrou o seu real potencial ao lado de Sandra Bullock em Speed (Velocidade Máxima), grande sucesso no mundo (121 milhões de dólares) de bilheteria. Aceitou o papel nesse mesmo filme de um diretor desconhecido com a premissa: um policial tem que impedir que um ônibus ande abaixo de certa velocidade pelas ruas de Los Angeles, ou ele explode. Não parecia um sucesso de jeito nenhum e muitos em Hollywood se referiam a ele como o “filme do ônibus”. Keanu ainda quase matou os produtores do filme, que o queriam com o visual de Point Break, sendo que ele estava com os cabelos quase nos ombros, e a dias do início das filmagens apareceu com a cabeça quase rapada. Ele dizia que não havia policiais da SWAT com cabelos compridos! Os produtores queriam uma peruca. Ele não a colocou de jeito nenhum. O diretor, então, convenceu os produtores que em mais duas semanas aquele cabelo cresceria um pouco… Fez todas as cenas de “Velocidade Máxima”, dispensando dubles – A cena em “Velocidade Máxima”, do pulo do Jaguar para o autocarro, e a cena dele embaixo do ônibus, foi ele próprio que a fez.

Keanu-Reeves-velocidade-maxima

Na noite de 30 de Outubro de 1993, quando estava a gravar “Velocidade Máxima”, recebeu a noticia da morte de River Phoenix, que teve uma overdose na frente do Clube Viper Room (que era do ator Johnny Depp na época). Keanu, ao contrário de muitos amigos de River, se recusou a falar sobre o caso e a fazer homenagens a ele. Não foi ao velório ou ao enterro. Quando não tinha saída, dizia apenas ” foi um choque terrível e um acidente – não consigo entender como aconteceu”. O diretor de “Velocidade Máxima”, Jan de Bont, reorganizou o calendário de filmagens para acomodar os sentimentos de Keanu sem ter que parar totalmente de rodar, mantendo-o trabalhando de forma a esquecer um pouco do trágico evento. Tempos depois Keanu diria: “Tudo o que posso dizer é que eu nunca senti nada como aquilo na minha vida. Foi muito triste, mais do que isso, eu chorava por horas a fio”.

Os produtores queriam uma sequência para “Velocidade Máxima”. A sequência para o mega-sucesso se passaria no mar, em um barco controlado por um assassino terrorista. Sandra Bullock estaria ao seu lado novamente e o salário oferecido era astronômico e digno dos astros top da época. Mas o que ninguém imaginava aconteceu. Contra todo mundo, até contra seus próprios agentes, ele recusou a oferta, pois não gostou do roteiro. Disse: “qual a velocidade que um barco daquele tamanho anda? Não seria mais fácil todo mundo pular na água então?!” Foi chamado de todos os nomes pejorativos possíveis em Hollywood, de “prima-donna” a “burro”, mas nada o deteve.

Matrix

Voltou no papel principal romântico para provar sua virilidade em Caminhando Nas Nuvens (Walk in the Clouds, A). Também deixou de trabalhar com Al Pacino e Robert De Niro em Fogo contra Fogo. Entre 1996 e 1997, sofreu um acidente de moto e retornou com visual meio desleixado em Reação em Cadeia (Chain Reaction) e, em 1997 finalmente dividiu as telas com Al Pacino no suspense “O Advogado do Diabo”  (Devil’s Advocate, The). Na ficção, com Johnny Mnemonic (Johnny Mnemonic – 1995) teve resultado pífio. Já em Matrix ganha um dos maiores destaques em 1999, onde interpreta um líder na revolta social contra computadores, que deu a ele grande retorno na cinematografia, assim como nas sequências, em 2003, The Matrix Reloaded e The Matrix Revolutions. Atuou em praticamente todas as cenas de Matrix, dispensando dublês e arrancando elogios de mestres de kung-fu como seu treinador, Yuen Wo Ping e o ator Colin Chou, que interpretou o personagem Seraph e sabe de artes marciais desde pequeno.
Em 2006, doze anos depois de atuarem juntos em “Velocidade Máxima”, Keanu volta às telinhas com a atriz Sandra Bullock em The Lake House (A Casa do Lago) dirigido por Alejandro Agresti, onde foi sucesso absoluto principalmente no Japão.

Keanu-Reeves-03

Vida Pessoal

Parece que sua vida pessoal afetou um pouco sua carreira. Especulou-se sobre sua sexualidade, com boatos na imprensa que ele era homossexual. Keanu desmentiu a notícia publicamente, e afirmou que não tinha essa opção sexual. Um boato, que começou com uma notinha em uma revista de fofoca, tomou o mundo e milhares de pessoas passaram a acreditar nas especulações sobre a sua orientação sexual. A história era de que ele havia se casado em uma cerimônia secreta no Havaí com o magnata, sócio da Dreamworks, David Geffen (gay assumido). Geffen negou o rumor, dizendo que nunca havia encontrado Keanu – mas observando que gostaria muito de conhecê-lo…

Keanu dava risada do boato, achando tudo muito engraçado. Mas as coisas saíram de controle e os seus agentes, o obrigaram a fazer um comunicado oficial esclarecendo tudo. E ele o fez, mas na revista gay out, que dedicou a ele uma edição especial onde ele negou o casamento, deu uma de suas melhores entrevistas mas, mais uma vez, deixou de declarar sua opção sexual, deixando para cada um achar o que quiser. Em sua frase clássica Keanu diz “Eu não sou gay. Mas nunca se sabe…”. De sua vida amorosa pouco se sabe. Já havia declarado que o sonho de vida era casar e ser pai. Sua namorada, de longa data, Jennifer Syme ficou grávida, em 1999, mas infelizmente a poucos dias do nascimento, descobriu-se em um ultra-som que o bebê, uma menina cujo nome escolhido seria Ava, havia morrido no ventre de Jennifer.

No dia 24 de Dezembro de 1999, em um parto induzido onde Keanu acompanhou Jennifer, o bebê foi retirado e então enterrado no cemitério de Los Angeles. A criança foi registada como Ava Archer Syme Reeves. Com tantos problemas na vida pessoal, Keanu voltou-se novamente para o trabalho. E, como sempre, fazendo um filme atrás do outro. Em 2001, Jennifer Syme, a mãe de sua filha, que estava sob tratamento por depressão, sofre um acidente de carro em Los Angeles e morre instantaneamente, deixando Keanu arrasado.

Em tudo o mais, Keanu pouco se parece com um astro de cinema. Reservado até o ponto de ser inescrutável, ele nunca oferece dados novos que possam ser acrescentados aos fatos seguros sobre sua biografia. Keanu parece ainda ter um desapego autêntico ao dinheiro (tanto que se apressou em cair fora da continuação de Velocidade Máxima). Muita gente acha que Keanu é um mau ator. Outros acreditam que nem ator ele é, já que quase 25 anos de trabalho surtiram pouco ou nenhum efeito sobre sua capacidade dramática: “Neo é o papel certo para Keanu: ele tem uma presença física magnífica e quase não precisa abrir a boca”, alfinetou um executivo de Hollywood.

No entanto, há quem discorde, Bernardo Bertolucci (O Pequeno Buda), Francis Ford Coppola (Drácula de Bram Stoker), Kenneth Branagh (Muito Barulho por Nada) e Gus Van Sant (Garotos de Programa) estão entre os diretores que vêem em Keanu uma qualidade inefável que o torna ideal, senão único, para certos papéis – uma espécie de estado permanente de pureza, que resulta da combinação de alguma emanação interior com uma beleza física quase transcendental. Pode-se rir, por exemplo, dos gestos colegiais com que Keanu expressava o espanto do Príncipe Siddarta diante do mundo, em O Pequeno Buda. Mas é difícil imaginar outro ator que transmita uma candura tão genuína.

Vive modestamente, apóia financeiramente grande parte da sua família, e doa dinheiro para várias instituições de caridade. É descrito pela maior parte dos seus colegas de trabalho como bastante reservado, mantendo por vezes um certo ar misterioso, embora ele goste de se divertir, ele não sai com o ‘grupinho de Hollywood’, com exceção da publicidade necessária para promover os seus filmes, evita os refletores e tenta manter a sua vida privada em particular. Também é descrito como sendo inteligente, generoso e uma pessoa que pensa muito, excêntrico porém confiável, incrivelmente dedicado, geralmente se superando, mas com um lado intenso e sério, de acordo com seus amigos e familiares, ele é bondoso, carismático, bem humorado e amável, mas também emotivo e introvertido, que se recusa a discutir os seus problemas até com as pessoas mais próximas.

Keanu-Reeves-filmes

Filmografia

• 2013 – 47 Ronins
• 2013 – Man Of Tai Chi
• 2011 – A Ocasião Faz O Ladrão
• 2010 – Sem Destino
• 2009 – A Vida Íntima de Pippa Lee (The Private Lives of Pippa Lee)
• 2008 – O dia em que a Terra parou (Day the Earth stood still, The)
• 2008 – Os reis da rua (Street Kings)
• 2007 – Nightwatch
• 2006 – O Homem Duplo
• 2006 – Fishing for Moonlight
• 2006 – O Homem Duplo (A Scanner Darkly)
• 2006 – A Casa do Lago (The Lake House)
• 2005 – Constantine (Constantine)
• 2005 – Impulsividade (Thumbsucker)
• 2003 – Alguém Tem Que Ceder (Something’s gotta give)
• 2003 – Matrix Revolutions (Matrix Revelations, The)
• 2003 – Matrix Reloaded (Matrix Reloaded, The)
• 2003 – Mayor of Sunset Strip
• 2001 – Hardball – O jogo da Vida (Hardball)
• 2001 – Doce Novembro (Sweet november)
• 2000 – O Observador (Watcher, The)
• 2000 – O Dom da Premonição (Gift, The)
• 2000 – Virando o Jogo (Replacements, The)
• 1999 – Matrix (Matrix, The)
• 1998 – Me and Will
• 1997 – O Advogado do Diabo (Devil’s advocate, The)
• 1997 – Sem Limite (Last time I committed suicide, The)
• 1996 – Paixão Bandida (Feeling Minnesota)
• 1996 – Reação em Cadeia (Chain reaction)
• 1995 – Caminhando nas Nuvens (A walk in the clouds)
• 1995 – Johnny Mnemonic – O cyborg do futuro (Johnny Mnemonic)
• 1994 – Velocidade Máxima (Speed)
• 1993 – O Pequeno Buda (Little Budha)
• 1993 – Até as Vaqueiras Ficam Tristes (Even cowgirls get the blues)
• 1993 – Freaklândia – O Parque dos horrores (Freaked)
• 1993 – Muito barulho por nada (Much ado about notting)
• 1992 – Drácula (Bram Stoker’s Dracula)
• 1991 – Garotos de Programa (My own private Idaho)
• 1991 – Bill & Ted – Dois Loucos no Tempo (Bill & Ted’s Bogus Journey)
• 1991 – Caçadores de Emoção (Point Break)
• 1991 – Providence
• 1990 – Te amarei até te matar (I love you to death)
• 1990 – Tia Júlia e o escrevinhador (Tune in tomorrow…)
• 1989 – O tiro que não saiu pela culatra (Parenthood)
• 1988 – Bill & Ted – Uma aventura fantástica (Bill & Ted’s excellent adventure)
• 1988 – Ligações Perigosas (Dangerous liaisons)
• 1988 – Uma noite muito louca (Night before, The)
• 1988 – Para sempre na memória (Permanent record)
• 1988 – O Principe da Pennsylvania (Prince of Pennsylvania, The)
• 1987 – Juventude assassina (River’s edge)
• 1986 – Babes in Toyland (TV)
• 1986 – Sindicato da Violência (Act of vengeance – TV)
• 1986 – A Irmandade da justiça (Brotherhood of justice – TV)
• 1986 – Voando para o sucesso (Flying)
• 1986 – Aparências (Under the influence – TV)
• 1986 – Jovem de Novo (Young again – TV)
• 1986 – Veia de campeão (Youngblood)
• 1985 – Letting go (TV)

Premiações

Recebeu 2 indicações ao MTV Movie Awards de Melhor Ator, por “Velocidade Máxima” (1994) e “Matrix” (1999). Venceu em 1999.
Recebeu 2 indicações ao MTV Movie Awards de o Mais Gostoso, por “Caçadores de Emoção” (1991) e “Velocidade Máxima” (1994). Venceu em 1991.
Recebeu 3 indicações ao MTV Movie Awards de Melhor Beijo, por “Velocidade Máxima” (1994), “Caminhando nas Nuvens” (1995) e “Matrix Reloaded” (2003).
Recebeu 2 indicações ao MTV Movie Awards de Melhor Luta, por “Matrix” (1999) e “Matrix Reloaded” (2003). Venceu em 1999.
Recebeu 2 indicações ao MTV Movie Awards de Melhor Equipe, por “Velocidade Máxima” (1994) e “Matrix” (1999). Venceu em 1994.
Recebeu 3 indicações ao Framboesa de Ouro de Pior Ator, por “Johnny Mnemonic, o Cyborg do Futuro” (1995), “Reação em Cadeia” (1996) e “Hardball – O Jogo da Vida” (2001).
Recebeu 2 indicações ao Framboesa de Ouro de Pior Ator Coadjuvante, por “Muito Barulho por Nada” (1993) e “O Observador” (2000).
Ganhou o Teen Choice Awards de Melhor Beijo por “A Casa do Lago” (2006).

Fonte: Wikipedia

Share